eXTReMe Tracker

24 de agosto de 2009

Infinitos particulados

Lápis.

Matérias.

Instrumentos criados.

Criaturas coordenadas e enquanto isso...

O universo continua naturalmente.

Cadê você?

Cadê eu?

Quem somos nós?

Criaturas brincando de criadores...

Que seja melhor então, façamos assim; vamos amar!

Não há tempo, há relatividade em tudo.

Respeitemos a entropia, os movimentos, medo é coisa inventada.

Chega disso.

Borracha, apaguemos.

Desperdícios? Anulemos os vazios com a imensidão do que somos capazes de preencher.

Borracha para renovar.

Lápis para reconstruir.

Saudades a viver.

Um comentário: