eXTReMe Tracker

25 de outubro de 2009

O menino que veio da luz

Os olhares se encontraram e as pupilas fumegaram em desejo.

A chance de te-lo parecia vaga, quando surgiu, poderia ser vã.

Noites depois de encontros súbitos, quase nulos, embora desejados e despertos, meu coração tremeu.

Te vejo nas estrelas menino de luz e, pedi a elas para ter você.

Temos uma noite e um dia de distância. A eternidade nos espera a sussurrar.

Quero ter você.

E sonhos também.

Que os encha de luz!

E acordados, vamos dançar na selva das almas, que quando se encontram e dançam, fazem o universo pulsar no coração alheio.

De dia eu, à noite, você.

Na madrugada, fundimos em cadência e nada mais importa além de nossas essências.

Pupila, cristal, olhos.

Sinto o mar no seu olhar.

Navegaremos para lá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário