eXTReMe Tracker

24 de novembro de 2009

Apagaram tudo

Eu preciso te falar...

O deserto foi inundado num pântano e o meu desespero era estar aqui e ali ao mesmo tempo.

Pobre do tempo.

Confuso deve estar, tenta agradar, não sabe por onde, vai margeando beiras incomuns.

Preciso te contar:

Não sei em quem você pensa.

Sou ruína mal tratada, sou existência falha, um ¨bebum¨ sórdido e sujo que vive nas esquinas das coincidências.

É, eu preciso amamentar ações, tive delírios na noite longa, estar aqui, estar ali, estar, não estar, estive dopada, e ainda sim doeu.

Maus olhos teus, me ilustram princesa guerreira, não passo de um pedaço de carne se encaixando no mundo moribundo.

Você pode enxergar isso?

Contos de fadas re-contados como lixos de carochinha.

Venha para a lama do meu quintal, não se assuste ao se dar conta que o cenário sai caminhando de fininho e rápido, só sobra, a sobra do todo que resta.

Minha alma ferve.


Barcelona 24/11/09


Nenhum comentário:

Postar um comentário