eXTReMe Tracker

26 de novembro de 2009

Felicidade, ArteFissurar.

Organismos ambulantes.

Me larguei nas entranhas da cidade que já chamo de lar.

Percorro as vísceras encanadas, completamente aberta em fluxo alcalino, pro que der, e vier.

Agora sinto, enxergo de verdade, agora, agora, agora.

É um mundo selvagem, um selvagem, selvagem mundo!

Tratamos com animais, de gato virei tigre, floresta da vivência.

O que é natural nessa dimensão na qual vivo?

Moças se deparam com o chão, fixando os olhos, desfazem caminhos.

Esses tais moços...

Manifestam o foco ¨adelante¨.

Pisam.

Te lembra algo?

A mim cavernas.

Um ¨bliss¨de tudo isso, tudo aquilo e, a água já escorreu pela parede, feito queda d água natural.

Natureza: ¨ArteFissurando¨ meios na realidade necessária, provida pelo homem, transpassando barreiras edificiais.

Tijolos, madeira e fome.

Kioto 2:

¨Desapareceremos...Y las mariposas seguirán volando¨.*

Felicidade, ArteFissurar.

Venha para o meu mundo, doído e depravado, é um orgasmo revolucionário:

Sonhar acordada e saber aonde está sem perder o foco do momento.

Me sinto mais disposta do que nunca.


*Paul Ehrlich

Barcelona 26/11/09

Um comentário: