eXTReMe Tracker

17 de dezembro de 2009

Ensaio na cadeira

Pele tá ressecada e vai ficar menstruada.

Isildinha.

¨Oba, lá vem ela.¨

Se dependesse da avó, ela seria modelo, das tops.

- Qual é o futuro da menina?

A vó pergunta, a cartomante atende:

- Essa vai salvar a vida de muitos...

A menina sorri sentadinha com as perninhas cruzadas...Um bibelô.

- Médica?

A vó seduz a cartomante que a encara com olhos turvos:

-PU TA. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA.

Risada malévola...

Bueno…

O tempo voa...O tempo é vosso senhor.

Conselhos de uma vó para Isildinha:

- Querida, cuidado sempre nas boates com as bolinhas que podem colocar nas suas bebidas...

Meses depois, Isildinha buscava nos escombros de esquinas sujas as tais bolinhas.

Doses heróicas em sua vida tola.

Saindo do transe dessa vida falsa, só lhe restava partir para uma outra mais falsa ainda, uma aonde ela só goza.

Trauma da beleza. Beleza suma!!

¨Se jogue, se afogue, se afaste, renasça.¨

Sonhou.

Se afogou nos livros, tingiu cabelos, adquiriu formato de bola e de tanto se alimentar de hormônios criou crateras homéricas por todo o corpo.

Trancafiada no quarto, este estava composto por ela, livros e uma TV 14 polegadas.

Foi o que restou de sua época junkie, o que não fora vendido, o que não fora esquecido.

A vó lamentava na sala de estar depois de uma dose, ainda com a tira apertada entre o ante e o braço, vomita:

- Antes puta do que isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário