eXTReMe Tracker

24 de abril de 2011

Confissões de uma Emília

Desisto de tentar
Nesse beco escuro
Nesse mar de ilusão

Os peixinhos livres
Não são
Num cruzamento de luzes frenéticas, dinâmicas e impulsivas e comportamento rebelde; não a criança, não ao adulto, não ao sonho.

Não há solução, não há remédio, a vida não é matemática, farmácia então...

A ordem dos fatores, SIM, altera o resultado da equação.

As drogas estão liberadas, em todas as casas, todos os dias.

"Fugere urbem" já.
Como água no solo de terra, permear caminhos e voltar pra fonte...
Tudo bem, seguimos pelos cantinhos...

Olhe: A vida não é linda?
A natureza é perfeita.

Me chamou de genuína e era um dia daqueles.
De paz, leveza, alegria e harmonia...
O céu aquece fontes e há desespero na cidade, inferno profundamente conhecido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário