eXTReMe Tracker

7 de fevereiro de 2012

A Loba

Deixe-me voltar lentamente para a terra:

Fértil.


Rastejar e tatear seus cheiros e seus prantos enquanto toda a natureza selvagem renasce em mim outra vez.


Um cão ancestral.


Na medida, um contato imortal.


Sob as leis do improviso


(Acredite, deixe-me abdicar do todo consolidado e aplicar-me no curso livre de estar presente, matar a minha fome, mostrar as minhas garras e uivar meu sobrenome)


Me deixe e assim há garantia em percorrer o fluxo natural que nos expande até o eu-seu-meu-nosso-vosso livre arbítrio.


Deixe que eu me cure da sina do século:


Do segredo e da segregação.